terça-feira, 31 de maio de 2011

Dia Mundial sem Tabaco

O lado negro do chocolate




O chocolate que consumimos é produzido com o uso de trabalho infantil e tráfico de crianças? O premiado jornalista dinamarquês, Miki Mistrati, decide investigar os boatos. Sua busca atrás de respostas o leva até Mali, na África Ocidental, onde câmeras ocultas revelam o tráfico de crianças para as plantações de cacau da vizinha Costa do Marfim. A Costa do Marfim é o maior produtor mundial de cacau, respondendo por cerca de 42% da produção. Empresas como a Nestlé, Barry Callebaut e Mars assinaram em 2001 o Protocolo do Cacau, comprometendo-se a erradicar totalmente o trabalho infantil no setor até 2008. Será que o seu chocolate tem um gosto amargo? Acompanhe Miki até a África para expor "O Lado Negro do Chocolate".

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Borboletas fêmeas fecham as asas para evitar sexo

Uma pesquisa japonesa descobriu que as borboletas fêmeas desenvolveram um mecanismo para evitar o assédio sexual dos machos. Segundo os pesquisadores, as borboletas têm uma forma simples de evitar a atenção indesejada de machos persistentes - elas fecham suas asas.

Ao fechar suas asas brilhantes e com desenhos chamativos, as fêmeas se tornam menos visíveis para os machos, segundo descrevem os cientistas em um artigo publicado na última edição da revista especializada Ethology.

O coordenador da pesquisa, Jun-Ya Ide, do Instituto de Tecnologia Kurume, em Fukuoka, notou que as borboletas da espécie Lycena phlaeas normalmente fechavam as asas quando outras borboletas da mesma espécie estavam voando muito próximas a elas.

"Eu também descobri que ela fechava as asas com menos frequência quando outras espécies de borboletas estavam voando nas proximidades", disse Ide. Ele então começou a tentar descobrir por que isso ocorria.

Segundo Ide, tentativas persistentes de acasalamento por machos podem machucar as delicadas fêmeas, então ele testou a hipótese de que elas fecham suas asas como uma estratégia para evitar o assédio.

Ele usou um modelo de borboleta macho para gerar a reação nas fêmeas. "Quando trouxe o modelo de borboleta macho para perto de uma fêmea que já havia copulado, ela normalmente fechava suas asas", disse o pesquisador à BBC. As fêmeas virgens, por outro lado, mantinham suas asas abertas.

"Concluí então que, quando as fêmeas não necessitam mais copular, elas fecham suas asas para se esconder", disse Ide. No entanto, as fêmeas virgens, que querem copular, "mantêm suas asas abertas para ficarem visíveis". "O comportamento evoluiu para evitar o assédio sexual", disse.

Fêmea da espécie Lycaena phlaeas

Fonte: BBC Brasil

domingo, 29 de maio de 2011

Bebês são capazes de prever eventos futuros usando apenas o raciocínio


Bebês de um ano têm uma habilidade sofisticada e surpreendente: eles olham uma cena complexa e são capazes de fazer previsões sobre aquele cenário, afirma uma pesquisa realizada na Universidade de Budapeste, na Hungria, e publicada na revista "Science". O cientista Erno Téglás e sua equipe dizem que os bebês usam "raciocínio puro", que envolve a combinação de diferentes fontes de informação, guiados por conhecimento abstrato, para fazer previsões sobre que eles nunca viveram.
Este tipo de análise é diferente da previsão de um evento futuro baseado na frequência com que ele aconteceu no passado. Enquanto muitos seres são capazes de fazer essa última avaliação, as análises "só de olhar" realizada pelos bebês estão no cerne da inteligência humana, de acordo com os autores.
Eles exibiram vídeos nos quais formas coloridas se moviam dentro de um contêiner com uma abertura no fundo. Depois de um tempo, o contêiner era tirado do campo de visão deles, enquanto uma das formas saía do recipiente. Diferentes vídeos variavam a proporção de cores, a proximidade do objeto e da abertura, e o tempo que demorou para a forma deixar o contêiner.
Baseado no tempo que as cenas prenderam a atenção dos bebês, os autores concluíram que eles estavam usando puro raciocínio para prever que o objeto deveria sair do contêiner. Esses resultados concordaram com o modelo do chamado "observador ideal Bayesiano" que faz previsões baseado em princípios abstratos de movimento dos objetos. Isso sugere que os bebês estavam fazendo previsões racionais, não apenas respondendo a instintos. Os cientistas avaliam ainda se o raciocínio dá às crianças um meio de fazer inferências detalhadas sobre seu mundo cada vez mais complexo.
Fonte: O Globo


Cientistas elegem as mais significativas espécies descobertas em 2010

O mundo está cheio de espécies de animais, plantas, fungos e micróbios ainda desconhecidos pelo homem. Desde que o cientista sueco Carolus Linnaeus criou seu sistema de classificação no século XVIII, cerca de 2 milhões delas já foram descritas, mas as estimativas são de que ainda restam entre 10 milhões e 100 milhões a ganharem as atenções dos biólogos.
Para comemorar o aniversário de Linnaeus, na segunda-feira, e destacar a importância da preservação da biodiversidade no planeta, um comitê científico reunido pelo Instituto Internacional para Exploração de Espécies da Universidade do Arizona elegeu as 10 mais significativas descobertas do ano passado. Entre elas estão cogumelos fosforescentes; uma aranha cuja teia é 10 vezes mais forte que o kevlar, material usado na fabricação de coletes a prova de balas; e bactérias que estão corroendo os restos do Titanic. Confira a lista:
1) Tyrannobdella rex - O nome desta sanguessuga descoberta no Peru é uma lembrança do Tiranossauro rex, maior carnívoro que habitou a Terra. Com apenas cinco centímetros de comprimento, o que a diferencia das outras cerca de 600 espécies já conhecidas de sanguessugas é o fato de ela ter uma única mandíbula com apenas um gigantesco dente. Detalhe: o espécime descrito foi encontrado dentro do nariz de uma menina peruana.
2) Halomonas titanicae - Esta bactéria submarina tem um metabolismo baseado na decomposição do ferro e vive em condições extremas, com pressão elevada e temperatura próxima do zero grau. Ela foi descoberta no casco do naufrágio do Titanic e está ajudando a destruir o que resta do navio.
3) Halieutichthys intermedius - Este tipo de peixe-morcego recebeu de seus descobridores a alcunha de "panqueca" por seu formato achatado e amarelado. Ele se arrasta pelo fundo do Golfo do México e, mal foi descrito, já está ameaçado, pois sua área de ocorrência é justamente a que foi afetada pela explosão e vazamento de óleo da plataforma Deepwater Horizon no ano passado.
4) Mycena luxaeterna - É uma das apenas 71 espécies de cogumelos bioluminescentes já descobertas entre as centenas de milhares descritas. Com oito milímetros de altura, ele brilha com uma luz amarelo-esverdeada e foi encontrado na Mata Atlântica brasileira, próximo de São Paulo.
5) Saltoblattella montistabularis - Esta barata saltadora encontrada no Parque Nacional de Table Mountain, na África do Sul, tem tudo para ser motivo de pesadelos. Diferentemente de suas irmãs, ela tem patas e corpo modificados que a tornam parecida com um grilo, movendo-se aos pulos. Até sua descoberta, as únicas baratas saltadoras conhecidas eram fósseis do período Jurássico.
6) Varanus bitatawa - Mesmo com quase dois metros de comprimento e pesando cerca de 10 quilos, este lagarto da ilha filipina de Luzón passou séculos desapercebido pela comunidade científica. Ele foi classificado dentro do mesmo gênero do lagarto gigante de Komodo (Indonésia), mas ao contrário deste, que é carnívoro, a nova espécie filipina só se alimenta de frutas.
7) Philantomba walteri - A descoberta deste novo tipo de mamífero, parecido com um veado, é uma mostra de como o continente africano ainda guarda muitos mistérios. Sua primeira descrição também diz muito sobre a relação do homem com a natureza e a ciência: os biólogos encontraram a espécie rara em um mercado de rua, onde era vendida como carne de caça.
8) Glomeremus orchidophilus - Este pequeno grilo é um trabalhador especializado com um apetitte único. Ele é encontrado apenas na Ilha Reunião, no Oceano Índico, e vive associado continuamente a uma flor, a orquídea Angraecum cadetii, muto rara e ameaçada. Ele é o único grilo polinizador conhecido desta orquídea, o que torna sua sobrevivência diretamente ligada ao inseto.
9) Psathyrella aquatica - Este é mais um caso raro no reino dos fungos. Os pesquisadores o encontraram em um rio do estado americano do Oregon e é a única espécie de cogumelo conhecida que passa todo seu ciclo de vida debaixo da água.
10) Caerostris darwini - Para quem gosta dos "mais em tudo", esta espécie de aranha encontrada em Madagascar se destaca. Suas enormes teias cobrem áreas de mais de 30 metros de comprimento e capturam dezenas de espécies de insetos diferentes. Ela também é feita com fios super-fortes, duas vezes mais resistentes do que os produzidos por outras aranhas e 10 vezes mais que o kevlar, um dos mais fortes materiais já criados pelo homem.

sábado, 28 de maio de 2011

Segredos do relógio biológico


Desde o momento em que nascemos até o último suspiro, uma série de relógios governa nossa vida. Cada um dos órgãos mais importantes do nosso corpo têm seu próprio relógio individual.

Quer perder peso? Ou engravidar? Tudo o que você precisa saber é a hora exata. Descubra por que há mais chances de os bebês nascerem nas primeiras horas da madrugada. Será que era mais vantajoso para nossos ancestrais dar à luz sob a proteção do manto da noite? Um adolescente que não quer sair da cama antes do meio-dia é realmente preguiçoso? Ou será porque o corpo libera mais tarde o hormônio do sonho, a melatonina, durante a transição da infância para a adolescência?

Descubra por que ocorrem mais ataques cardíacos entre as 8 e as 10 horas da manhã; por que por a maioria dos recordes olímpicos é superada no final tarde; e por que beber entre as 6 e as 8 da noite é melhor que beber em qualquer outra hora do dia. Este é o guia essencial para conhecer nosso relógio interno.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Oração

Não entendo o por que de tantas “críticas” a música Oração. Tanta gente dizendo que é repetitiva, coisa e tal... Na minha opinião isso é reflexo do nível cultural de grande parte da população brasileira. Um povo que curte “músicas” do tipo Senta, Senta...;  Vai Lacraia, vai Lacraia; Créu, Créu, Créu, Créu... (só pra citar algumas), com certeza não gostaria de uma música como Oração: um poema...
Seguem a letra e o clipe da música:
Oração
Composição : Leo Fressato
Meu amor essa é a última oração
Pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na dispensa
Cabe o meu amor!
Cabem três vidas inteiras
Cabe uma penteadeira
Cabe nós dois
Cabe até o meu amor
Essa é a última oração pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na dispensa
Cabe o meu amor!
Cabem três vidas inteiras
Cabe uma penteadeira
Cabe essa oração



Para refletir...

Material produzido pela WWF.  É hora de refletirmos sobre os danos que temos causados ao meio ambiente... Fica a pergunta: que mundo queremos deixar para nossos filhos?











Metas do Milênio



Por um mundo melhor...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Roedor reaparece depois de 113 anos

Editora Globo

Depois de aparecer pela última vez em 1898 e de várias expedições de busca, os biólogos já haviam perdido a esperança de encontrar um representante da espécie Santamartamys rufodorsalis vivo. O animal, conhecido como rato arbóreo vermelho, era considerado praticamente extinto. Até aparecer em 4 de maio bem em frente aos voluntários da Fundação ProAves, na reserva Natural El Dorado, na Colômbia.

As fotos, divulgadas em 18 de maio, mostram que o roedor ficou bem confortável com a presença dos flashes das câmeras. Ele ficou cerca de duas horas com os pesquisadores até retornar para a mata. O rato pode agora entrar para a lista vermelha de espécies criticamente ameaçadas pelos critérios da União Internacional pela Conservação Da Natureza.

Apesar do animal ter aparecido solitário, é muito provável que tenha outros semelhantes na floresta, de acordo com os pesquisadores da ProAves. O que os preocupa agora é que os poucos roedores que ainda restariam na natureza podem estar ameaçados por gatos domésticos que caçam na fauna nativa.

Fonte: Revista Galileu

Ato pela Educação

segunda-feira, 23 de maio de 2011

domingo, 22 de maio de 2011

Dia da Biodiversidade


O Dia Internacional da Biodiversidade, comemorado em 22 de maio, foi instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) com o objetivo de promover o conhecimento sobre a variedade do mundo natural e alertar para os problemas a ela associados, tais como alterações climáticas, as rápidas mudanças nos diferentes hábitats e as consequentes modificações nas taxas de reprodução animal e no crescimento das plantas ou, nos casos extremos, o desaparecimento de inúmeras espécies de fauna e flora.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Ratos odeiam queijo



Tom e Jerry mentiram para você. Um estudo feito na Manchester Metropolitan University, na Inglaterra, diz que aquela história de que os ratos gostam de queijo é pura balela: eles gostam mesmo é de coisinhas doces.

A dieta de um rato é composta, basicamente, por grãos e frutas – ambos tipos de alimentos com grande concentração de açúcar. Segundo os pesquisadores, era fácil prever, então, que eles torceriam o nariz para algo com cheiro e sabor tão fortes como um pedaço de queijo – e foi exatamente o que testes em laboratório mostraram.

“Os ratos evoluíram quase inteiramente sem queijo ou qualquer coisa parecida com ele”, diz o líder do estudo, David Holmes.

Fonte: Superinteressante

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Desperdício de comida



Mais de um bilhão de toneladas de comida vira lixo todos os anos. Isso representa um terço do total produzido para o consumo humano. As informações são de um estudo realizado pela Organização para a Agricultura e Alimentação (FAO) da ONU. O estudo recomenda que países em desenvolvimento melhorem a produção e a distribuição para que a perda de comida diminua. Além disso, o relatório pede que os países industrializados parem de jogar tanta comida fora. De acordo com o estudo, o desperdício de comida aumenta o gasto de recursos - como água, terras, energia e trabalho - que contribuem para aumentar a emissão de gases que aceleram o efeito estufa.

A pesquisa foi liderada pelo Instituto Sueco de Alimentos e Biotecnologia e descobriu que, somados, os países ricos desperdiçam quase a mesma quantidade de comida produzida em toda a África subsaariana. Os pesquisadores confirmaram que as frutas e os vegetais são os mais descartados. O relatório fez um tipo de análise diferente para cada economia do mundo, separando perda e desperdício de comida. As perdas acontecem durante a produção, processamento e distribuição do alimento. É o problema que mais afeta os países em desenvolvimento. A solução, de acordo com o relatório, é melhorar tecnologia e infraestrutura.

Já o desperdício de comida é um problema mais frequente entre os países industrializados. Nesses países, consumidores e grandes varejistas jogam muita comida em perfeito estado no lixo. Na Europa e América do Norte, o desperdício chega a 100 quilos por consumidor todos os anos. Na África subsaariana esse número fica entre 6 e 11 quilos por pessoa. Em grandes redes varejistas, muitos alimentos frescos são desperdiçados simplesmente por causa da aparência. Um erro dos comerciantes: estudos da ONU mostram que os consumidores estão dispostos a comprar produtos que não têm aparência perfeita, contato que sejam seguros e mantenham o sabor. A análise também critica as promoções do tipo "pague um e leve dois", porque elas levariam ao desperdício.

Fonte: Veja

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes



Pela Lei Federal 9.970/00 o dia 18 DE MAIO, foi instituído como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. Esse dia foi escolhido, porque em 18 de maio de 1973, em Vitória–ES, um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Crime Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas 08 anos de idade, que foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada por jovens de classe média alta. Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune. A intenção do 18 DE MAIO é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta. A violência sexual praticada contra a criança e adolescente é um crime. A violência sexual praticada contra criança e adolescente é também uma violação dos Direitos Humanos, em especial do direito à vivência sadia da sexualidade. Nessa violação, são estabelecidas relações diversas de poder, nas quais pessoas e/ou redes satisfazem seus desejos e fantasias sexuais e/ou tiram vantagens financeiras e lucram usando, para tais fins, as crianças adolescentes.

É urgente o compromisso de todos (família, escola, sociedade civil, governos, instituições de atendimento, igrejas, universidades, mídia) no enfrentamento da violência sexual, promovendo e se responsabilizando para com o desenvolvimento da sexualidade de crianças e adolescentes de forma digna, saudável e protegida.





terça-feira, 17 de maio de 2011

Professora cala deputados

Pronunciamento da Professora Amanda Gurgel durante audiência pública sobre a situação da educação pública no estado do Rio Grande do Norte.  Suas colocações se enquadram na realidade de quase todos os estados e municípios desse País. Todo cidadão brasileiro deveria  assistir a esse vídeo.


O aquecimento global e o pão francês


Já pensou em ter que tirar, para sempre, da sua dieta o delicioso pão francês? Pois um estudo realizado pelos pesquisadores da Science concluiu que, por culpa do aquecimento global, estamos cada dia mais perto dessa realidade.

A pesquisa analisou o impacto das mudanças climáticas nas quatro principais culturas consumidas pela população mundial – trigo, arroz, milho e soja – e concluiu que a produção do trigo é a mais afetada pelo aumento da temperatura: atualmente, ela está 5,5% menor do que se os termômetros não tivessem subido e a tendência é essa porcentagem aumentar junto com a temperatura global.

Sendo assim, a produção de todos os alimentos à base de trigo – como pães, massas e bolachas – sofrerá redução, mas a maior ameaça é à fabricação do pão francês. Isso porque, de acordo com os pesquisadores, a iguaria – também conhecida como cacetinho, média e carioquinha, entre outros nomes, pelo Brasil afora – é uma das que possui maior teor de glúten: uma proteína encontrada na semente do trigo.

Ainda segundo os cientistas, por enquanto, os avanços nas tecnologias de produção estão dando conta de combater os efeitos da natureza e manter o ritmo de fabricação da iguaria, mas, quanto mais a temperatura subir, mais difícil será evitar o desaparecimento do pãozinho francês. Será que, com essa notícia, mais pessoas se animam a lutar contra o aquecimento global?

Fonte: Superinteressante

Charles Darwin e a Árvore da Vida


A vida de Charles Darwin, o desenvolvimento de seus estudos, suas pesquisas sobre genética e hereditariedade, a elaboração de sua teoria da seleção das espécies e as reações suscitadas.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Vacina contra AIDS

Uma vacina experimental ajudou macacos portadores de uma variação do vírus da Aids a controlarem a infecção durante mais de um ano, o que pode levar a uma vacina para humanos, disseram pesquisadores dos EUA na quarta-feira (11/05).
Eles afirmaram que a vacina prepara o sistema imunológico para atacar rapidamente o vírus HIV quando ele entra no organismo, momento em que o vírus é mais vulnerável.
Louis Picker, pesquisador do Centro Nacional de Pesquisas com Primatas do Oregon, cujo estudo foi publicado na revista Nature, disse que um teste da vacina em humanos possivelmente poderá ser feito dentro de três anos.

Testes da vacina com uma versão do vírus em macacos, o chamado vírus da imunodeficiência símia, mostrou que mais de metade dos animais foram capazes de impedir a replicação do vírus, de modo que nem mesmo os testes mais precisos puderam detectar traços da contaminação. Mais de um ano depois da administração da vacina, a vasta maioria dos macacos manteve o controle sobre a doença.

"Sentimos que (a vacina) tem uma possibilidade de manter o vírus sob completo controle, ou de eliminar o vírus", disse Picker. Ele e seus colegas usam um vírus relativamente inócuo, chamado citomegalovírus (CMV), como veículo da vacina experimental para o organismo. Fizeram isso porque os cientistas consideram que a maioria das pessoas já está infectada pelo CMV, que permanece no organismo durante a vida toda, mas em geral causa poucos ou nenhum sintoma. Picker explicou que, sendo o vírus persistentemente presente, ele mantém o sistema imunológico em alerta, pronto para atacar o vírus assim que ele entra no organismo.

"O que é animador nessa descoberta é que pela primeira vez uma vacina candidata foi capaz de controlar totalmente o vírus em alguns animais", disse Wayne Koff, cientista-chefe da Iniciativa Internacional da Vacina da Aids, que ajudou a financiar o estudo.
Atualmente, não existe cura para a Aids, mas coquetéis de medicamentos são capazes de manter a doença controlada por muitos anos.

O vírus HIV, causador da Aids, está presente em cerca de 33,3 milhões de pessoas no mundo todo, segundo a Unaids (agência da ONU para a Aids). Ele já matou mais de 25 milhões desde que surgiu, há cerca de 30 anos. Laboratórios e cientistas do mundo todo vêm pesquisando diversas possibilidades de desenvolver uma vacina.

"A novidade aqui é usar uma vacina por administração viral que persiste - essencialmente usando um vírus manipulado para coibir um vírus patogênico", disse Robin Shattock, professor de imunidade e infecção das mucosas do Imperial College, de Londres, que não participou do estudo.

"Antes disso (...), os cientistas haviam praticamente desistido da ideia de uma vacina que possa controlar a replicação do HIV, (mas) isso a coloca firmemente de volta na pauta."
Picker disse que o próximo passo é produzir uma versão atenuada do CMV, para assegurar que ele não cause efeitos colaterais.

Fonte: Último Segundo

terça-feira, 10 de maio de 2011

O novo Código Florestal

Motivo de muita discussão entre ambientalistas, pesquisadores e produtores rurais, o novo Código Florestal prevê mudanças nos mecanismos de proteção ao meio ambiente.

Super-repelente de insetos

Cientistas nos Estados Unidos anunciaram um repelente que se mostrou milhares de vezes mais eficaz do que os produtos tradicionais em testes realizados.
Além disso, o super-repelente atua contra todas as espécies de insetos, incluindo moscas, mariposas e formigas. O estudo (www.pnas.org/cgi/doi/10.1073/pnas.1102425108) feito pelo grupo do professor Laurence Zwiebel, na Universidade Vanderbilt, foi publicado no site e sairá em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

"Descobrir um novo repelente não era nosso objetivo. Foi o resultado de uma anomalia que verificamos em nosso estudo", disse David Rinker, um dos autores da pesquisa. A pesquisa, que tem apoio dos Institutos de Saúde dos Estados Unidos (NIH), visa ao desenvolvimento de novas formas de controlar epidemias de malária por meio da atuação sobre os sensores olfativos dos mosquitos.

"Ainda é muito cedo para saber se o composto identificado poderá ser usado como base para um produto comercial. Mas ele é o primeiro de uma nova classe e, por conta disso, poderá ser usado no desenvolvimento de outros compostos que poderão ter características apropriadas para a comercialização", disse Zwiebel.

A descoberta da nova classe de repelentes teve como base o conhecimento adquirido nos últimos anos a respeito das características dos sensores olfativos dos insetos. Esses sensores se localizam nas antenas e atuam, no nível molecular, de forma semelhante aos sensores dos mamíferos. Entretanto, os sistemas olfativos dos insetos são fundamentalmente diferentes dos encontrados nos mamíferos. Nos insetos, os receptores de cheiro não atuam autonomamente, mas por meio de um complexo com um único correceptor, chamado orco, que detecta as moléculas odoríferas. Os receptores de cheiro estão espalhados pela antena e cada um responde a um odor específico. Para funcionar, entretanto, cada um precisa estar conectado com um orco.

Zwiebel e equipe inseriram receptores de cheiro de mosquitos em células embrionárias do rim de humanos. Essas células foram testadas com uma biblioteca de mais de 118 mil pequenas moléculas utilizadas no desenvolvimento de drogas. Os cientistas encontraram um número de compostos que ativou resposta nos receptores comuns e outro que consistentemente disparou o complexo receptor-orco. A molécula, a primeira a estimular diretamente o correceptor, foi denominada VUAA1.

"Se compostos como a VUAA1 puderem ativar cada receptor de cheiro de um mosquito, então eles poderão dominar o olfato do inseto, criando um forte efeito repelente", disse Rinker. Em testes preliminares com mosquitos, o grupo observou que a VUAA1 foi milhares de vezes mais eficiente para repelir esses insetos do que compostos que usam o Deet (N,N-dietil-3-metilbenzamida), comumente empregado em repelentes. O composto também se mostrou eficaz contra moscas, mariposas e formigas. "A VUAA1 abre a porta para o desenvolvimento de novos agentes que poderão não apenas atuar contra vetores de doenças que atingem os humanos como também contra pragas agrícolas", disse Jones. A Universidade Vanderbilt entrou com pedido de patente para a nova classe de compostos químicos de uso potencial contra insetos.

Fonte: Jornal da Ciência (SBPC)

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Bebês e Obesidade


O sistema de saúde do Reino Unido vai começar a testar uma droga para evitar que mães obesas deem à luz bebês muito grandes, que têm mais chances de também serem obesos no futuro. De acordo com os médicos, mulheres acima do peso acabam consumindo uma quantidade maior de alimentos que o feto precisa para se desenvolver, o que pode causar de saúde para mães e filhos.

Os médicos querem tentar controlar o crescimento excessivo dos bebês com metformina, que é usada no tratamento da obesidade. A Weight Concern, organização ligada a ações para diminuir o número de obesos no Reino Unido, disse considerar a ideia intrigante, mas que o ideal é que as mulheres alcancem um peso normal antes mesmo de engravidar.

Os cientistas que coordenam o estudo dizem que 15% das grávidas que chegam aos hospitais britânicos são obesas. O problema pode aumentar o risco de morte das mulheres, pré-eclâmpsia e de seus bebês nascerem mortos ou grandes demais.

Acredita-se que as grávidas obesas são mais resistentes à insulina, que evita que os níveis de açúcar no sangue fiquem muito altos. A metformina reduz essa resistência. Espera-se que a droga diminua a quantidade de açúcar que vai para o bebê, fazendo com que ele nasça com um tamanho saudável. Quatrocentas mulheres vão participar dos testes.

Fonte: O Globo

Pesticidas podem influenciar nosso QI


Pesquisadores da Universidade da Califórnia conduziram estudos que demonstram a existência de relações entre a exposição a pesticidas e o QI. Os resultados do estudo mostraram que crianças expostas ainda no útero a grandes quantidades de pesticidas neurotóxicos apresentaram QIs ligeiramente mais baixos quando comparados com crianças que não sofreram nenhum tipo de exposição a substâncias tóxicas. O estudo comprovou ainda que estas substâncias tenham a propriedade de atravessar a placenta humana e alterar algumas funções cerebrais por meio da inibição da sinalização de compostos.

As pesquisas tiveram inicio em 1999 e foram baseadas no acompanhamento de crianças de 7 anos de idade expostas a pesticidas na fase de feto, devido ao trabalho nas lavouras que representa o meio de sustento de mais de 300 famílias mexicano-americanas de baixa renda que vivem na Califórnia.

Os dados das famílias californianas atestaram que em 20% das crianças, que sofreram exposições a substâncias tóxicas antes do nascimento, a média de QI é sete pontos menor, em comparação a grupos não expostos. De acordo com os especialistas, as mães das crianças que tiveram maiores impactos cognitivos são portadoras de mutações em um gene e isto torna a ação de algumas enzimas mais lenta.  Os pesquisadores também notaram que as crianças com maiores déficits de QI pertenciam a lares que passaram por algum tipo de tratamento com pesticida enquanto suas mães eram gestantes.

As conclusões do estudo são preocupantes, pois afirmam que essas alterações estão presentes em cerca de um terço da população norte-americana. O uso de pesticidas residências foi proibido em 2000, mas a pulverização agrícola é um método legal e amplamente utilizado. Os resultados do estudo foram divulgados no Environmental Health Perspectives.
 
Fonte: Jornal da Ciência

domingo, 8 de maio de 2011

Dia das Mães

 Neste dias das mães gostaria de homenageá-las com uma música do Janires, um dos maiores compositores da música evangélica  brasileira. Não há uma só vez que eu não chore ouvindo essa canção. Tenho certeza que ela também falará ao seu coração.



                        MAMÃE                       
Janires Magalhães Manso

Há quanto tempo que eu não tenho tempo pra deixar
Você pentear meus cabelos e contar
Histórias do livro da sua vida em que eu sou um dos capítulos
Que modéstia à parte você gosta mais
Histórias do livro da sua vida em que eu sou um dos capítulos
Que modéstia à parte você gosta mais.

Mamãe tô com muitas saudades das guloseimas
Gostosas que você fazia pra me alegrar
E se nunca pôde fazer, não tem nenhum problema
Eu tenho uma receita de um bolinho de fubá
Que juntos vamos fazer, que juntos vamos comer
Enquanto você me prepara aquele café.

Muitas foram suas noites mal-dormidas ao meu lado
Você sonhou em me ver um rei, doutor ou um soldado
O mundo quase me destruiu e se não fosse o Rei Jesus
Sofrer, morrer por mim naquela cruz
Eu não estaria hoje aqui podendo te agradecer
Mamãe, I Love You... eu amo você!




sexta-feira, 6 de maio de 2011

Ciência com humor - IX

PEIXES







Vida de Professor

O sal e a hipertensão

 


Um novo estudo mostra que uma dieta com pouco sal não só não previne a pressão alta como aumenta o risco de morte por ataques cardíacos e derrames, segundo reportagem do "New York Times".

As limitações da pesquisa indicam que o debate sobre os efeitos do sal na alimentação está longe de terminar: autoridades dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças acharam falhas no estudo e resolveram criticar o trabalho em uma entrevista, coisa que normalmente não fazem.

O diretor médico dos centros, Peter Briss, disse que o estudo era pequeno, os indivíduos eram relativamente jovens, com média de idade de 40 anos, e com poucas doenças cardiovasculares, o que dificultava as conclusões.

O estudo foi publicado na edição de terça-feira do "Journal of the American Medical Association", observou 3.681 europeus de meia-idade sem pressão arterial elevada no início e os acompanhou por, em média, 7,9 anos.

Os pesquisadores avaliaram o consumo de sódio dos participantes no início e no fim do estudo medindo a quantidade de sódio excretado na urina durante um período de 24 horas.
Os pesquisadores descobriram que, quanto menos sal ingerido, maior a probabilidade de morrer por doenças cardíacas - 50 pessoas no mais baixo terço de consumo (2,5 gramas de sódio por dia) morreram durante o estudo, comparadas com 24 do grupo médio (3,9 gramas por dia) e 10 do grupo de consumo mais alto (6,0 gramas por dia). Os que ingeriam mais sal tiveram, em média, um leve aumento na pressão sistólica (1,71 mm de aumento para cada 2,5g de sódio por dia) mas nenhuma tendência a desenvolver hipertensão.
- Se a meta é prevenir hipertensão, este estudo mostra que não funciona - disse o coordenador do estudo, Jan A. Staessen, professor da Universidade de Leuven, na Bélgica.
Entre os problemas do estudo, Briss apontou que os indivíduos que consumiam a menor quantidade de sódio também forneceram menos urina, um indicativo de que eles podem não ter coletado toda a urina no período de 24 horas.

O pesquisador de pressão sanguínea da Escola de Medicina Albert Einstein, Michael Alderman, editor do "American Journal of Hypertension", disse que a literatura médica sobre sal e seus efeitos na saúde é inconsistente mas este estudo não é o único a contestar os efeitos da dieta com baixo consumo de sódio.

- O baixo consumo de sal tem consequências que vão além da pressão sanguínea, como por exemplo o aumento da resistência à insulina, que pode aumentar os riscos de doenças cardíacas - disse Alderman.


Fonte: O Globo

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Grandes Educadores - Jean Piaget



Biólogo de formação, psicólogo que estudou o desenvolvimento cognitivo, filósofo por afinidade, Piaget construiu uma obra longa, coerente e sistematizada. Os conceitos que cunhou marcaram o campo da Pedagogia a tal ponto que muitos o consideram, erroneamente, um educador. Para guiar o professor que pretende conhecer melhor o tema, este vídeo apresenta de forma clara os principais conceitos piagetianos. Conforme Yves De La Taille, a teoria de Piaget é importante para todos os adultos que lidam com crianças, pois ajudam a entender não apenas o desenvolvimento da inteligência, mas suas decorrências, como a formação do comportamento e da personalidade da criança.

Link para download: http://www.megaupload.com/?d=24CGD8CO


Carta de Abraham Lincoln ao professor do seu filho



"Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, por cada vilão há um herói, que por cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que por cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros do céu, as flores do campo, os montes e os vales.

Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos. Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

Ensine-o a ouvir a todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando esta triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram. Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.

Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.

Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.

Eu sei que estou a pedir muito, mas veja que pode fazer, caro
professor.”

Abraham Lincoln, 1830


Esperança contra a obesidade

Cientistas da Universidade Johns Hopkins acreditam ter conseguido uma maneira de transformar a gordura corporal em um tipo melhor de gordura que queima calorias, uma esperança no tratamento contra a obesidade.

A descoberta foi feita em ratos, mas os pesquisadores acreditam que o mesmo acontece em humanos: a supressão de uma proteína ligada ao apetite (NPY) não só reduziu o peso e o consumo de caloria dos animais como também transformou a sua composição de gordura.

A gordura marrom é é abundante em bebês, que as usam como fonte de energia para aquecer o corpo, ao mesmo tempo em que gastam calorias. Conforme envelhecemos, nossa gordura marrom desaparece e é substituída pela gordura branca, tipicamente conhecida como aqueles pneuzinhos ao redor da cintura. Especialistas então pensaram que, fazer o corpo produzir mais gordura marrom em vez da branca, seria uma maneira de controlar o peso e prevenir a obesidade e algumas doenças relacionadas, como o diabetes tipo 2.
Quando eles silenciaram a NPY no cérebro dos roedores, encontraram um declínio no apetite e na ingestão de alimentos. Mesmo quando alimentados com uma dieta rica em gorduras, os ratos conseguiram ganhar menos peso que os que tinham a função plena da NPY.

Os pesquisadores checaram a composição de gordura dos ratos e perceberam uma mudança interessante: nos que tiveram a função da proteína modificada, parte da gordura branca tinha sido substituída pela marrom. Os pesquisadores esperam conseguir o mesmo efeito em pessoas, através da injeção de células-tronco de gordura marrom sob a pele para queimar gordura branca e estimular a perda de peso.

- Se pudermos fazer o corpo humano queimar gordura em vez de armazená-la, teremos adicionado uma ferramenta importante na luta contra a epidemia de obesidade - acredita o pesquisador Sheng Bi, um dos autores da pesquisa.

- Só o futuro dirá se isso é possível - rebate Jeremy Tomlinson, especialista do Centro de Pesquisas em Obesidade da Universidade de Birmingham.


Fonte: O Globo

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Pequenas Maravilhas: como os micróbios governam o mundo



Em "Pequenas Maravilhas: como os micróbios governam o mundo", o cientista Idan Ben-Barak escreve de uma forma muito bem humorada e informativa a respeito do papel dos microorganismos em nossa vida, morte e qualquer tema que possa imaginar e faça parte de nosso cotidiano.
Para começar essa viagem, aos olhos do microscópio, o especialista explica que os personagens principais surgiram há 3,8 bilhões de anos, e eles ajudaram a criar a atmosfera terrestre, oferecendo as condições para existirmos. Se isso for pouco para você, ele explica a atuação desses seres no ato do canibalismo, sexo entre irmãos, processo do vinho, nos arrotos de ovelha, coaxos de sapo, produção de remédios e também de doenças mortais.
Além de desvendar os percursos dos micróbios e seus mistérios na forma que agem na natureza, Barak levanta uma questão para os cientistas de plantão. Afinal, essas pequenas maravilhas podem ser consideradas seres vivos ou não?
O autor traz ainda dados curiosos, como o número de micróbios em uma colher de chá de terra. A resposta dá para quase contar nos dedos: um trilhão. E o número de espécies de micróbios nessa colher de chá é de cerca de 10 mil.
Último dado, mas de muito interesse aos leitores (e que pode ajudar a melhorar a autoestima de alguns e causar alívio na balança) é saber que o peso total dos micróbios em um corpo humano saudável é de um a dois quilos. Ou seja, é possível dar "aquele desconto" sem contar uma mentira, necessariamente.